home  
 
home
adicionar ao favoritos
indique esta página
english version soon
Ginásticas
História
Acrobática
Aeróbica
Artística
Geral
Rítmica
Trampolim
Conteúdo
Artigos
Biblioteca
Entidades
Hot Links
Notícias
Onde Praticar
Resultados
Especiais
Ginásios
Ginasloucos
Obstinação
Personalidade
Supereventos
Interação
Chat
Downloads
Fórum
Guestbook
Newsletter
Opinião
Institucional
Anuncie
Contato
O Site
Quem Sou
Serviços

Consultar arquivos

criação e
manutenção
d_e_n_i_x®
     
 
Artigos
 
 
 
 

Artigo 14 - Training

Por Luiz Henrique Rezende Maciel - Mestrando em Treinamento Esportivo - UFMG - Artigo preparado para a disciplina 'Tópicos Especiais - Coaching' - 2003.

Para o alcance das metas propostas para uma equipe ou atleta individualmente, é necessário que um treinamento bem planejado e bem executado seja realizado. Após o estabelecimento das metas que serão buscadas, o técnico deverá encontrar a melhor maneira de conduzir os treinamentos, sempre enfocando seus principais componentes, que são o treinamento físico, o treinamento técnico, o treinamento tático e o treinamento psicológico. Dentro das necessidades principais de cada atleta ou equipe, o técnico deve identificar os pontos fortes e fracos, buscando um equilíbrio na preparação de seus atletas, o que certamente resultará no melhor desempenho e consequentemente no alcance de melhores resultados.

O treinamento físico é a base para o treinamento dos atletas, é através dele que os atletas condicionam seu corpo para a prática esportiva, aumentando força e massa muscular, diminuindo o percentual de gordura, aumentando a flexibilidade, melhorando as capacidades aeróbia e anaeróbia, enfim melhorando seu condicionamento físico geral. Nesta etapa do treinamento, geralmente percebo que os atletas ficam estimulados por menos tempo, isto é, no início do treinamento onde tudo é novo, os atletas se ativam melhor se empenhando mais com as atividades propostas, a partir de um período onde fatalmente o treinamento físico vem a se tornar um pouco monótono e repetitivo, os atletas começam a se cansar tendo maior dificuldade de ativação.

Acredito que a falta de motivação no treinamento físico seja devido a ele não ser diretamente relacionado aos gestos técnicos próprios do esporte, pois nesta fase os atletas passam longos períodos nas salas de musculação ou executando exercícios diferentes aos praticados em suas modalidades. Talvez uma boa saída para este problema seja a associação dos movimentos próprios do esporte praticado pelos atletas ao treinamento físico, o que significa a aproximação dos gestos técnicos aos que serão executados durante as sessões de treinamento físico. É importante que uma boa preparação física seja executada e alcançada, afinal isto é o mínimo que os atletas devem atingir, porque geralmente todos os atletas, incluindo adversários se encontram num nível semelhante de condicionamento físico.

O treinamento técnico é fundamental para um bom desempenho dos atletas, é através de uma boa preparação técnica que os atletas executam com perfeição os gestos próprios do seu esporte. O treinamento técnico deve seguir uma seqüência, partindo do simples para o complexo, onde o atleta inicia com gestos mais simples (de menor exigência psico motora) chegando aos mais complexos (com maiores variações e combinações).

Quando o atleta tem movimentos básicos bem automatizados, ele está totalmente apto a executar os mais complexos sem grande dispêndio psicológico e energético, evitando falhas que levam a frustração, insegurança e queda na auto estima. Na ginástica aeróbica o treinamento técnico é o mais executado, porque é através dele que os atletas se aproximam da perfeição na execução dos elementos que serão utilizados em suas rotinas. Justamente pelo treinamento técnico ser muito aplicado, ele se torna um pouco maçante, o que exige do técnico uma boa distribuição de atividades com variações de exercícios e senso crítico adequado, isto significa que quando um atleta começa a repetir falhas em sua execução, o técnico deve ser capaz de perceber que tais falhas podem ter sido geradas pelo cansaço físico e mental, devendo então dar um “tempo” para o atleta se recuperar ou passar para outro exercício, evitando assim a automação de um gesto incorreto. A boa preparação técnica torna o atleta mais confiante de suas capacidades e realmente mais perto de seus objetivos.

Entendo como treinamento tático, a programação de jogadas em esportes coletivos ou a antecipação de acontecimentos em esportes individuais. Nos esportes coletivos, onde um atleta depende do desempenho do outro, a programação de jogadas é fundamental, pois é durante o treinamento que os atletas vão ensaiar suas jogadas tendo opções para aplicar diante de um determinado adversário. É importante que a equipe técnica conheça o adversário, através de jogos anteriores ou scouts, assim podendo determinar o que será mais eficiente contra aquela equipe. Já em esportes individuais  o treinamento tático tem como objetivo principal a antecipação de situações que possam vir a ocorrer, preparando o atleta a agir melhor diante de qualquer uma delas, por exemplo, na natação ao fazer uma virada o nadador escorrega na parede da piscina, se ele está familiarizado com aquela situação, ele certamente irá responder melhor a ela, continuando a prova de forma mais efetiva. Durante meus treinamentos, costumo filmar meus ginastas, para que eles possam ver suas falhas, entendendo melhor o meu feedback, e se corrigirem mais efetivamente. Enfim, o treinamento tático é a antecipação, o planejamento competitivo, dentro do esporte.

O treinamento psicológico é aquele que tem como objetivo preparar psicologicamente os atletas para responderem melhor aos altos e baixos que ocorrem no esporte. Quando bem preparado psicologicamente, o atleta responde mais positivamente a falhas no desempenho, a interferencias externas ou internas, mantendo sua determinação e auto estima, sabendo lidar com possíveis falhas. Através de exercícios de mentalização, relaxamento e imaginação, o atleta se ativa adequadamente, diminui sua tensão, controlando seus níveis de excitação. Até pouco tempo o treinamento psicológico era pouco ou quase não praticado, por não ter muita credibilidade, pois se trata de um treinamento menos palpável, isto é, sem resultados visíveis fisicamente, como é no caso do treinamento de força que gera o aumento da massa muscular, atualmente ele é totalmente aplicado, principalmente em esportes de precisão e individuais, onde a boa preparação psicológica determina o vencedor de uma prova. Assim é totalmente viável que os técnicos busquem técnicas de treinamento mental que sejam adequadas à sua equipe e que possam elevar seu nível.

Além da boa preparação do atleta no que diz respeito a capacidades físicas, técnicas, táticas e psicológicas, o técnico deve contar com o apoio dos demais envolvidos no esporte. Trabalhar em conjunto com médicos e fisioterapeutas para uma melhor recuperação dos atletas lesionados é um claro exemplo de trabalho em conjunto, afinal todos tem (ou devem ter) uma meta comum. Tendo o treinamento bem estruturado, o técnico é capaz de alcançar suas metas e as metas comuns estabelecidas pela equipe.    

 
 
     
 

História Acrobática Aeróbica Artística Geral Rítmica Trampolim Artigos Biblioteca Entidades Hot Links Notícias Onde Praticar Resultados Ginásios Ginasloucos Obstinação Personalidade Supereventos Chat Downloads Fórum Guestbook Newsletter Opinião Anuncie Contato O Site Quem Sou Serviços

 
 
 
 
Resolução mínima de 800x600 IE 5.0
© Copyright Ginásticas.com 2000-2003,
Denis R. Patrocinio