home  
 
home
adicionar ao favoritos
indique esta página
english version soon
Ginásticas
História
Acrobática
Aeróbica
Artística
Geral
Rítmica
Trampolim
Conteúdo
Artigos
Biblioteca
Entidades
Hot Links
Notícias
Onde Praticar
Resultados
Especiais
Ginásios
Ginasloucos
Obstinação
Personalidade
Supereventos
Interação
Chat
Downloads
Fórum
Guestbook
Newsletter
Opinião
Institucional
Anuncie
Contato
O Site
Quem Sou
Serviços

Consultar arquivos

criação e
manutenção
d_e_n_i_x®
     
 
Copa do Mundo 2004 - Etapa Ghent - Bélgica
 
 
 
 

Copa do Mundo de Ginástica Artística - Ghent - Bélgica - Novembro/2004

Confira as notícias sobre a etapa da Copa do Mundo de Ginástica Artística que acontece em Ghent, na Bélgica, entre os dias 05 e 07 de novembro de 2004.

07/11/2004 Daniele Hypolito ganha prata e Diego conquista bronze na Bélgica

UOL

A brasileira Daniele Hypolito conquistou neste domingo a medalha de prata no solo na etapa de Ghent (Bélgica) da Copa do Mundo de Ginástica. A ginasta já estava classificada para a grande final da Copa do Mundo, que será realizada em Birminghan, na Inglaterra, em dezembro. Em primeiro lugar ficou a romena Catalina Ponor, medalha de ouro em Atenas.

A Grande Final da Copa do Mundo reúne os(as) oito melhores ginastas em cada aparelho na temporada.

A brasileira fez uma apresentação com acrobacias de alto grau de dificuldade e foi bastante aplaudida pelo público belga. A nota de Daniele foi 9,275, a mesma da terceira colocada, Monica Rossu, que ficou atrás da brasileira porque se classificou para final de Ghent com menor pontuação que a brasileira.

Mais cedo neste domingo, a atleta competiu na trave, aparelho em que já garantira vaga para a grande final ao conquistar a medalha de prata na etapa anterior a Ghent, em Glasgow (Escócia). A brasileira fez uma boa apresentação, com uma entrada de difícil execução, mas apresentou algumas pequenas falhas e falta de equilíbrio, o que acabou deixando-a fora do pódio, no quarto lugar, com a nota de 9,362.

No sábado, a ginasta obteve vaga na final de Birminghan nas barras paralelas, ao ficar em terceiro lugar no aparelho.

Já Diego Hypolito, irmão de Daniele, ganhou a medalha de bronze no aparelho de salto, mas não se classificou para a grande final. O ganhador da medalha de ouro foi o romeno Marian Dragulescu.

Para se classificar para a grande final, o brasileiro teria que ficar, no mínimo, em segundo lugar.

Com a nota de 9,613, obtida com dois bons saltos, apenas com uma pequena falha de aterrisagem na segunda execução, Diego empatou com o segundo colocado, o letão Evgeni Sapronenko, medalha de prata em Atenas, que obteve a mesma nota por seus saltos, mas venceu no critério de desempate por ter se classificado à frente do brasileiro para a final belga.

No sábado, Diego já se classificara para a final no solo, e vai a Birminghan como um dos favoritos. O Brasil vai a cinco finais na Inglaterra, um fato inédito na história do esporte no país.

Além de Diego no solo e Daniele na trave, solo e barras paralelas, Daiane dos Santos, que não participa da etapa belga por estar se recuperando de uma cirurgia no joelho, também está classificada para a final no solo, e é apontada como uma das favoritas ao ouro.

Topo da página

06/11/2004

Daniele conquista o bronze na Bélgica

CBG

Depois de uma medalha de ouro de Diego Hypólito no solo, agora foi a fez da Daniele conquistar uma medalha para o Brasil, ele ficou com o bronze nas paralelas na Copa do Mundo de Ghent, na Bélgica.

Com este resultado a ginasta garante mais uma vaga na super final da Copa do Mundo em dezembro, na Inglaterra. Ela disputará finais no solo, trave e nas paralelas.

Amanhã Daniele e Diego Hypólito voltam a disputar medalhas nas finais de salto masculino e de trave e solo feminino. A Sportv transmite ao vivo a Copa do mundo de Ghent a partir das 12:00.

Topo da página

06/11/2004 Diego Hypolito ganha ouro e Daniele conquista bronze na Bélgica

UOL

O ginasta brasileiro Diego Hypolito conquistou neste sábado a medalha de ouro na ginástica de solo na etapa de Ghent (Bélgica) da Copa do Mundo de Ginástica. Daniele Hypolito, irmã de Diego, ficou com o bronze nas barras paralelas.

O brasileiro recebeu a nota de 9,737, seguido pelo romeno Ioan Suciu, que teve 9,700. Jeffrey Wammes, da Holanda, ficou com o bronze, com 9,587.

Este foi o quarto ouro que o ginasta conseguiu no aparelho na Copa do Mundo deste ano. Diego já havia subido ao posto mais alto do pódio nas etapas do Rio de Janeiro, La Serena (Chile) e Glasgow (Escócia).

O brasileiro apenas ratificou sua classificação, já obtida, para a grande final da Copa do Mundo neste aparelho, que será realizada em Birmingham, Inglaterra. Apenas os seis melhores ginastas de cada aparelho vão para a grande final. Daniele Hypolito, que precisava de um quarto lugar nas paralelas para ir a Birminghan, também garantiu sua vaga.

A apresentação do irmão de Daniele beirou a perfeição. Sua performance teve início com uma sequência de piruetas muito bem executada, e terminou com um duplo mortal com pirueta, onde apresentou um pequeno erro na aterrisagem, o único da apresentação.

Mesmo com esta pequena falha, o brasileiro, que foi o último a se apresentar, deixou o tablado com um largo sorriso no rosto, mostrando muita confiança. "Cada medalha conquistada serve de estímulo para que eu tente chegar na perfeição. Espero encerrar o ano com chave de ouro com a conquista de mais uma medalha na grande final", comentou o ginasta.

Já na fase classificatória Diego conseguira a mais bem conceituada apresentação do dia no solo, com 9,615.

Diego ainda luta por uma vaga na final de Birminghan no salto. Para tanto, o ginasta precisa ficar pelo menos no segundo lugar na final belga, que acontece deste domingo. A grande final da Copa do Mundo acontece em dezembro.

Já Daniele Hypolito vai para final em três aparelhos em Birminghan. A ginasta já tinha vaga garantida na trave e no solo. Agora, com a nota 9,300 e o terceiro lugar que conseguiu em Ghent, obteve também a vaga para as barras paralelas. No domingo, a brasileira ainda briga pelo ouro nos dois aparelhos em que já está classificada. "Queria muito estar na grande final da paralela. A cidade de Ghent sempre me deu sorte e foi aqui que conquistei um dos resultados mais importantes da minha carreira, a medalha de prata no solo, no mundial de 2001", disse a atleta, logo após competir.

Assim, o Brasil vai a cinco finais em Birminghan, um fato inédito na história do esporte no país. Além de Diego e das três finais de Daniele, Daiane dos Santos, que não participa da etapa belga, também já está classificada para a final no solo, e é apontada como uma das favoritas ao ouro.

Topo da página

06/11/2004 Daniele e Diego Hypólito buscam medalhas hoje na Bélgica

CBG

Os irmãos Hypólito garantiram vaga mais uma vez em uma final da Copa do Mundo, desta vez em Ghent, na Bélgica.

Diego disputará a final no solo, aparelho em que já está classificado para super final, e também no salto, no qual precisa conseguir um primeiro ou segundo lugar para garantir sua classificação.

A ginasta Daniele Hypólito foi para final em todos os aparelhos em que competiu, no solo, trave e paralela. Com vaga certa para final, na Inglaterra, no solo e na trave, a atleta precisa agora até um quarto lugar nas paralelas para conseguir mais uma vaga na final.

Os irmãos disputam hoje a final de solo no masculino e no feminino nas paralelas. As finais serão transmitidas ao vivo pela Sportv a partir das 12:00.

Topo da página

05/11/2004 Daniele Hypólito se classifica para três finais na Bélgica

UOL

Daniele Hypólito começou bem a sua participação na etapa de Ghent (Bélgica) da Copa do Mundo de ginástica artística. Nesta sexta-feira, a brasileira garantiu vaga em três finais por aparelho.

Daniele se classificou para as decisões de barras paralelas, trave e solo. Na semana passada, na etapa de Glasgow (Escócia), a ginasta havia conquistado uma vaga na final dos mesmos aparelhos.

A brasileira ficou melhor classificada nas paralelas, em que fez a segunda melhor apresentação do dia, que lhe rendeu a nota 9,425. A norte-americana Melanie Sinclair ficou em primeiro, com 9,487. A terceira foi a chinesa Li Ya, com 9,187.

Na trave, Daniele segue para a final com a quarta maior nota: 9,325, atrás de Li Ya (9,762), da romena Catalina Ponor (9,687) e da russa Liudmila Ezhova (9,475). Nas Olimpíadas de Atenas, Ponor foi a medalha de ouro no aparelho.

A também romena Alexandra Georgia Eremia, que havia levado o bronze na Grécia, obteve a sexta maior nota do dia nesta sexta-feira.

No solo, Daniele fez a sexta melhor apresentação da fase de classificação, com a nota 9,225. A norte-americana Alicia Sacramone (9,462) e as romenas Catalina Ponor (9,412) e Mônica Rosu (9,362) lideraram no aparelho nesta sexta.

Diego Hypólito, o outro representante brasileiro em Ghent, também teve um bom desempenho na competição. O ginasta irá disputar duas finais da etapa da Copa do Mundo.

Diego conseguiu a mais bem conceituada apresentação do dia no solo, com 9,615. No salto, obteve a terceira maior nota, com 9,550.

O brasileiro é o favorito nos exercícios de solo na Bélgica. Nas últimas três etapas da Copa do Mundo (Rio de Janeiro/Brasil, La Serena/Chile e Glasgow/Escócia), o ginasta ficou com a medalha de ouro.

A etapa belga é a última antes da grande final da Copa do Mundo, que será realizada em dezembro, em Birmingham (Inglaterra). Já classificado no solo, Diego tenta um segundo lugar neste final de semana no solo para ir à decisão do aparelho.

Daniele já tem garantida vaga na final de trave e de solo. Para se classificar também nas paralelas, a brasileira precisa terminar até em quarto lugar em Ghent.

Topo da página

05/11/2004 Começa hoje a Copa do Mundo de Ghent

CBG

Os ginastas Daniele e Diego Hypólito começam a disputar hoje (05/11) a fase classificatória da Copa do Mundo de Ghent, na Bélgica. A última etapa da Copa do Mundo, que irá até o dia 07 de noembro, definirá quem estará na grande final, em dezembro, na Inglaterra.

Daniele que já está classificada para final na trave e no solo, junto com a ginasta Daiane dos Santos, busca agora na última etapa a classificação nas paralelas. Se conseguir ficar entre as quatro primeiras Daniele consegue a classificação sem depender de resultados de outras ginastas.

Já o ginasta Diego Hypólito tem garantida a vaga no solo para super final e em Ghent pode conseguir classificação para a prova de salto, se ficar até a segunda colocação no aparelho.

As finais que acontecem no sábado (06/11) e no domingo (07/11) serão transmitidas ao vivo pelo canal fechado Sportv, a partir das 12:00, nos dois dias.

Topo da página

04/11/2004

Diego Hypolito chega como favorito ao ouro no solo na Bélgica

UOL

A etapa de Ghent (Bélgica) da Copa do Mundo de Ginástica começa nesta sexta-feira e o brasileiro Diego Hypolito é apontado como um dos dois principais favoritos ao ouro na ginástica de solo.

Esta será a última escala da competição antes da grande final, que será realizada em dezembro, em Birmingham, na Inglaterra. Na etapa belga, apenas os seis melhores ginastas se classificam às finais.

Medalha de ouro no solo nas última três etapas da competição (Rio de Janeiro/Brasil, La Serena/Chile e Glasgow/Escócia), Diego Hypolito, que já está garantido entre os oito melhores ginastas do mundo na grande final do aparelho, está sendo apontado pela imprensa internacional como um dos favoritos ao título desta modalidade em Ghent. Assim como em Glasgow, o romeno Marian Dragulescu (medalhista de prata em Atenas) deverá ser o seu maior rival do brasileiro.

Outro desafio de Diego na Bélgica será classificar-se para a grande final da Copa do Mundo na prova do salto. Para que isto ocorra, o ginasta precisa ficar no mínimo no segundo lugar mais alto do pódio do aparelho em Ghent.

"Será um desafio e tanto garantir essa vaga para a grande final no salto. Mas estou pronto para encarar qualquer tipo de dificuldade e espero surpreender novamente. No solo, vou com tudo em busca do tetracampeonato", disse Diego, através de sua assessoria de imprensa.

Já Daniele Hypolito, que conquistou na semana passada em Glasgow a medalha de prata na trave, voltará a enfrentar grandes feras da ginástica na atualidade como a romena Catalina Ponor, a chinesa Nan Zhang e a russa Anna Pavlova. Garantida na grande final da Copa do Mundo nos aparelhos trave e solo, Daniele poderá conquistar a vaga também nas barras paralelas. Para isso, a ginasta precisará conquistar pelo menos o quarto lugar nesta etapa da Copa do Mundo.

Topo da página

 

 

 

 
 
 
     
   
 
 
 
Resolução mínima de 800x600 IE 5.0
© Copyright Ginásticas.com 2000-2003,
Denis R. Patrocinio